quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Tô de volta!

Pessoal, aos poucos vou tentar manter o blog atualizado. Dei uma parada porque o trabalho ficou pesado na agência, acabou tomando todo o meu tempo. Mas quem me acompanha pelo Twitter ficou atualizado. 

Só voltei aqui para dizer isso eEITA PORRA GOL DO AMÉRICA!!!!!


O América, meu time, o alvi-verde da Estrada do Arraial, venceu o Sport no Clássico dos Campeões. 

Histórico.

Inesquecível.

De cair o cu da bunda.

Há 43 anos que a gente não ganhava do Sport, que estava há uns 30 jogos sem perder na Ilha do Retiro. Pois, é, estava. Até hoje.


Tudo bem que o Sport teve OITO chances de marcar o gol, mas não fez. O América teve UMA NA CAGADA e fez. Por cobertura. E de joelho.

Depois todo mundo encostou o cu na parece e segurou o resultado.

Por falar em resultado, destaque e toda a glória e toda a glória para o goleiro DELONE. Que homem gostoso que jogador maravilhoso.

E o que falar de Glauber, o zagueiro do cunhão gigante? Yuri, zagueiro raçudo que deve ter uma pitoca da grossura de um cano de esgoto. 

A ZAGA DO AMÉRICA É MAIS IMPENETRÁVEL QUE BUCETA DE FREIRA!

O dia de hoje vai ficar marcado. Valeu até para ressuscitar o blog.


sábado, 10 de outubro de 2015

Diário de Pernambuco nas mãos dos Rands

Lembram de Maurício Rands? Não? Então vai descendo a página aí que a gente vai refrescar a tua memória. Para o pessoal da imprensa, Rands era aquele tipo de entrevistado que não olhava para o repórter e sim para câmera, sempre com o sorriso forçado que nem um pau no cu de um gato. Na política ele foi um petista de raiz, um petista moleque, um petista arte, um petista toco y me voy…. 

Maaaaass, depois daquela treta entre os Joões, ele até tentou entra na briga, mas foi cooptado para o lado amarelo da força, puxado por Eduardo Darth Campos Vader. Porque estamos lembrando desse cabra que ninguém nem lembrava mais que existia?

Pois bem, ele agora reapareceu na mídia de uma forma muito peculiar. Ele comprou parte da mídia pernambucana. 

"Qualé, estagiário? Tá me entregando?"

Sendo mais claro e deixando de enrolação: Mauricinho junto com seu irmão Alexandre compraram o Diário de Pernambuco. O jornal mais antigo em circulação na América Latina está parecendo um fusca 76 ou uma Honda CG 125cc, a cada dois anos e passado para frente. 

Lembrem que a pouco tempo a Hapvida comprou o grupo de comunicação. Xandinho Rands é empresário, dono da Data Métrica, empresa de call center que dentre outras contas tinha o serviço 135 do INSS no seu case. Ele também era o cara dono daquele telejrnal da TVU “Nosso Jornal”. Caso você não tenha sido estudante de jornalismo da UFPE na década passada você não vai lembrar. (Ninguém assistia esse programa). 

O que vai ser do DP agora Estagiário? 

Bem, é nessa hora de troca de comando que os funcionários ficam com o cool na mão. A tensão dentre os colegas da Rua da Veiga é que haja mais um passaralho, como o recente que demitiu mais de 100. 

E se o Diário nos últimos tempos nunca foi um primor de independência editorial, agora as coisas passam a ser piores. O jornal que já tinha o costume de publicar “matérias especiais” (pagas) falando bem do governo do estado, agora foi que fodeu. The Rands Brothers sendo PSB não deixarão passar nenhum tipo de crítica pra cima de Geraldinho e Paulinho. É pagar pra ver. Fiquem atentos a cobertura de política do DP daqui para frente. Ainda mais no próximo ano, quando teremos eleições municipais.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Fantasia de Power Rang...OH, WAIT!

É errado rir disso?
shasuhaushaushuashuashuahsuashaushua

Parabéns para mim! Cinco anos de vida

O Estagiário Social 1, o espaço mais querido da internet pernambucana, completa neste dia 4 de maio CINCO ANOS DE ATIVIDADE! Êêêêêêêêêêêê!

Tem um bolinho hoje pra gente, quem vem?

Parabéns para mim e especialmente para você, leitor/seguidor/fã do coração. Se eu consegui chegar aos 60 meses de vida por aqui é por causa de vocês. Só para levar as fofocas, os baphos, as polêmicassshh e um pouquinho de humor para sua vida.

Nestes cinco anos já passamos por momentos legais e também difíceis. Alguns furos, muito buzz gerado nas redes sociais (além do zum zum zum nos corredores das redações e agências), propostas financeiras negadas para manter a independência, ameaça de processo (morro de medo disso, parem), site fora do ar durante três dias porque um leitor achou ruim e denunciou ao Google, ameaça de morte, alguns deslizes, muitas tiradas sem graça e algumas piadinhas que valeram à pena terem sido escritas.

Para marcar a data, pensei em fazer uma festa no estilo "Aniversário do Estag Social 1" com MC's, DJ's, bandas de brega, muitas novinhas putaria rolando solta e uns caras do bem que usam trancelim com um medalhão gigante no pescoço e boné de aba reta. Só que eu teria que colocar a cara na mídia e isso complica muito... Vocês entendem, né?

Só me resta, então, dizer muito obrigado. Amo cada um de vocês, sério, sem onda e de verdade. Alguns leitores e amigos eu conheço pessoalmente, mesmo que não saibam que "eu" sou "eu", entendem? Trabalho até ao lado de alguns. Ninguém pode saber, mas todos podem ter uma noção de como é a minha pessoa na vida real. Às vezes tenho vontade de me apresentar a vocês, mas essa vontade logo passa quando imagino o tamanho da dor de cabeça que isso pode gerar. É bronca... nem tudo são flores, pessoal. Mas sigo firme aqui tentando informar e divertir vocês. 

Que venham mais cinco anos! Isso depende de nós.

Vou parar porque tô quase shorano aki. Um beajo!

________________________________________________________________________________________
Para quem chegou agora, um resumo do começo: a ideia do Estagiário Social 1 (e do Clóvis Mattoso, meu nome) surgiu na mesa de um bar, durante encontro com amigos. Inspirado no Ego Estagiário, seguiu como paródia mas pouco tempo depois ampliou os horizontes para falar de jornalismo, costumes e humor. O Estag Social 1 nasceu em mesa de bar, mas contrariou a lógica, não morreu e tá aqui firme e forte!