terça-feira, 28 de junho de 2011

Pense num São João bunito!

Como alguns dos meus seguidores no tuíter já sabem, passei o São João nas duas cidades que afirmam ter a melhor festa junina de todos os tempos da última semana: Caruaru e Campina Grande.

Pra começo de conversa, digo logo que não tem isso de uma ser melhor que a outra. As duas cidades fazem uma festa boa na medida do possível. Se um dia Caruaru tá bombando e Campina tá morgada, no dia seguinte a cidade paraibana fervilha e nossa capital do agreste fica no marasmo. Empate técnico.

As duas tem muita coisa em comum, a começar pela localização. Ficam praticamente na mesma distância em relação as suas capitais e o acesso principal é feito por uma BR horizontal iniciada por 2 (olha como sou inteligente!): A BR 230 liga João Pessoa a Campina Grande e a BR-232 todo mundo daqui conhece.

Outra semelhança entre as irmãs brigonas é a quantidade de gente feia nos locais destinados ao rala bucho. Seja no Parque do Povo paraibano ou no Pátio de Eventos Luiz Lua Gonzaga pernambucano, é um pessoal desprovido de beleza por todos os lados. Dá vontade de arrancar os olhos.


Conheci esta bela figura aí de cima PESSOALMENTE em Campina Grande. A foto de Janduir dos Santos já é rodada pela net (essa é de 2006 e ele anda com ela no celular) e reconheci o bicho o cara depois de olhar muito pra ele no Parque do Povo. Tava dançando até com uma menininha razoável para os padrões da festa.


A turma da embolada! Em Campina Grande, em cada esquina tem uma dupla de emboladores ou alguém com um pandeiro na mão. Se você não tomar cuidado até pisa em um embolador. Os irmãos Wilson e Marcos são da cidade de Boqueirão, pertinho de Campina, e não perdem uma São João lá. "Aproveito para desfilar minha beleza e aprensetar meu penteado", declara Wilson - de branco, com cara de cantor de forró eletrônico.


"Ei, mocinhas, uma pose para a foto!" Pedi e elas atenderam. Foi no Alto do Moura, Sábado de São João. Nada contra a beleza interior das meninas. O que chamava a atenção era o figurino de matutchinhas em um local frequentado por jovens acostumados com o Carnaval de Olinda. NA-DA-A-VER!


Aeeewww, molecada bunita  de Caruaru! Me diverti um monte com esses aí até ficar embrigado e começar a estranhá-los. Não, não peguei essa fofolete do cão. Pediram pra eu colocar esse foto no Orkut, mas como me recuso a usar a rede social do Bolsa Família, deixo aqui no blog que é muito pior.

No mais, foi muito forró, jurubeba, caipirinha e cerveja pra todo que é lado. Zueira total e Festa Duro. Tenho sorte de ter voltado virgem de trás (se é que me entendem) do São João.

2 comentários:

  1. Filipe C. B. Franca28 de junho de 2011 08:12

    Eu era fêêêiôôôôô, agora tenho um carrôôô. Eu era fêêêiôôôôô, agora tenho um carrôôô. Eu era fêêêiôôôôô, agora tenho um carrôôô. Eu era fêêêiôôôôô, agora tenho um carrôôô

    ResponderExcluir
  2. Veeeeeeeeeeeelho o menino aí da foto estudou cmg! :O

    ResponderExcluir